Rede Voltaire

O exército russo ocupa bases militares dos EUA

+

16 de Outubro de 2919 - 12h00 GMT — O Exército russo assumiu posições em várias bases militares dos EUA abandonadas pelas forças norte-americanas no Nordeste da Síria.

As imputações de escaramuças entre os Exércitos russo e sírio foram todas desmentidas. Bem como entre os Exércitos russo e turco.

Em Manbij, a polícia militar russa interpôs-se entre as forças sírias e turcas.

O Exército regular turco invadiu a zona fronteiriça de 32 quilómetros em profundidade, excepto a cidade de Qamishli, conforme o que havia sido anunciado por Ancara.

Os auxiliares do Exército turco, geralmente milícias turcomanas que arvoram, indiferentemente, a bandeira do «exército sírio livre» ou do «exército nacional sírio», prosseguem os seus combates contra os Curdos do YPG, principalmente a Oeste do Rojava.

O Exército árabe sírio libertou (liberou-br) quase todo o território que estava ocupado pelos Estados Unidos, que o deixavam administrar sob o nome de Rojava.

Mais de 250.000 pessoas fogem dos combates. Um fluxo ininterrupto chega ao Curdistão iraquiano.

Não temos notícias verificáveis sobre as Forças Especiais francesas, que não estão treinadas para este tipo de combate.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.