Rede Voltaire

A Grécia pronta a intervir contra a Turquia na Líbia

+

O Ministro grego dos Negócios Estrangeiros, o advogado conservador Nikos Dendias, foi a Bengazi, em 22 de Dezembro de 2019, para se encontrar com os ministros nomeados pela Câmara dos Representantes de Tobruk e o seu chefe militar, o Marechal Khalifa Haftar. Depois, viajou para o Cairo e para Chipre.

Simultaneamente, o Presidente Recep Tayyip Erdoğan também anunciou, durante uma cerimónia nos estaleiros navais de Gölcük, acelerar o programa de construção de submarinos. A Turquia deverá concluir os 6 aparelhos de Tipo 214 que constrói junto com a alemã Howaldtswerke-Deutsche Werft (HDW). Em virtude do acordo assinado com o «governo da unidade nacional» (GNA), de Fayez Al-Sarraj, ela poderá dispor, para além de portos militares no Chipre ocupado, de um porto de ligação na Líbia, de onde poderá estender a sua influência sobre todo o Mediterrâneo oriental.

O Marechal Haftar fez saber, após o fornecimento de material militar turco a Trípoli, por meio de um Boeing 747-412 civil, que ele não hesitaria em abater qualquer avião civil transportando armas para o GNA.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.