Rede Voltaire

A Turquia e as manifestações no Líbano

+

Fontes de segurança libanesas garantem que muitas das manifestações antigovernamentais são orquestradas pela Turquia através do Partido político dos Irmãos Muçulmanos no Líbano, o Jamaa Islamiya.

O Jamaa Islamiya foi criado, em 1952, pelo Supervisor Geral dos Irmãos Sírios no exílio em Beirute, Moustapha Siba’i. Se ele então teria sido financiado pelo banqueiro suíço François Genoud (executor testamentário de Joseph Goebbels), hoje em dia é financiado pelo Estado turco.

O Jamaa Islamiya teria organizado o bloqueio da estrada costeira do Sul e da estrada da mesquita de Aïcha Bakkar em Trípoli, no início das manifestações. Mas, mais importante, ele esconder-se-ia por trás dos Guardiões da Cidade (Horras al-Madina), um grupo recém-criado que organiza as manifestações na praça al-Nour, em Trípoli, e dispõe de uma poderosa infraestrutura.

Foi na Praça al-Nour que o estandarte do Daesh (E.I.) flutuou durante dois anos.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.