O Congresso dos EUA poderá adoptar uma lei anti-cartel contra a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) com o fim de retomar o controle do mercado mundial de petróleo.

Desde há vários anos, as empresas petrolíferas norte-americanas fazem campanha pela livre concorrência neste sector. Elas apresentaram várias vezes a NOPEC (No Oil Producing and Exporting Cartels Act), um projecto de lei que estenderia este princípio aos Estados.

A seguir à queda dos preços mundiais abaixo de US $ 30 dólares o barril, a associação de produtores dos EUA lembrou ao Presidente Trump que ele se tinha pronunciado sobre este assunto no seu livro Time to Get Tough : Making America #1 Again («Tempo para ser Duro : Tornar a América Nº 1 de Novo»-ndT).

Nestas últimas semanas, Washington conseguiu infligir uma derrota à Arábia Saudita no Iémene, mas não a tomar o controle da Aramco. Simultaneamente, o Pentágono opôs-se ao sequestro do Presidente da Venezuela em período de epidemia.

Toda a política do Presidente Trump parte do princípio que os Estados Unidos são o primeiro produtor mundial de petróleo, ora a queda dos preços empurra todo o sector do petróleo de xisto para a falência [1].

Tradução
Alva

[1] “Geopolítica do petróleo na era Trump” , Thierry Meyssan , Tradução Alva , Rede Voltaire , 9 de Abril de 2019.