O “site” de informação anglo-saxônico The Canary acaba de obter a desclassificação de documentos oficiais britânicos relacionados à Venezuela. Eles provam a existência, desde janeiro de 2019, de uma unidade secreta dentro de Whitehall (o Ministério Britânico de Relações Exteriores e da Commonwealth) responsável pela desestabilização, depois reconstrução, do país.

Nós havíamos anunciado, em Dezembro de 2018, que os Estados Unidos estavam preparando uma guerra de países Latino-americanos contra a Venezuela [1], depois, em Abril de 2020, tínhamos já revelado a existência de uma coordenação de antigas potências coloniais do continente (Espanha, França, Portugal, Holanda, Reino Unido) sob a presidência dos EUA para raptar o Presidente constitucional, Nicolas Maduro [2].

Os documentos consultados pelo The Canary atestam o investimento do Reino Unido nesse projeto. As pessoas que poderiam ser levadas ao Poder, incluindo Juan Guaidó, se comprometeram em favorecer os interesses econômicos da Coroa às custas de sua própria população.

Revealed: Secretive British unit planning for ‘reconstruction’ of Venezuela” («Revelado: Unidade Secreta Britânica planejando “reconstrução” da Venezuela» -ndT), John McEvoy, The Canary, May 13th, 2020.

Tradução
Alva

[1] “Os Estados Unidos preparam uma guerra entre Latino-americanos”, Thierry Meyssan, Tradução Alva, Rede Voltaire, 18 de Dezembro de 2018.

[2] «Trump adapta a estratégia energética dos EUA», Thierry Meyssan, Tradução Alva, Rede Voltaire, 17 de Abril de 2020.