O The Lancet retractou-se, em 5 de Junho de 2020, de um artigo publicado em 22 de Maio [1], seguido, uma hora mais tarde, pelo New England Journal of Medicine para um artigo semelhante publicado em 1 de Maio [2].

Estes dois artigos [3] [4] foram destacados numa vasta campanha de imprensa orquestrada pelo laboratório Gilead Science. Eles pretendiam provar que certos medicamentos eram inúteis face ao Covid-19, deixando a via livre para os medicamentos produzidos por este laboratório.

Estes dois artigos baseavam-se em dados recolhidos e processados pela Surgisphere, empresa de Big Data fundada pelo Dr. Sapan S. Desai, igualmente signatária dos dois estudos. Ele já se havia feito notar ao promover a Ivermectina, para lutar contra o Covid-19.

O The Guardian mostrara que os dados da Surgisphère envolvendo hospitais australianos e utilizados no estudo sobre a hidroxicloroquina eram inventados. A seguir a estas revelações, os outros autores dos dois artigos não puderam consultar os dados recolhidos pela Surgisphere [5].

A retractação das duas revistas científicas ainda não nos permite saber aquilo que se passou. Com efeito, muitos especialistas conseguiram pôr em dúvida, logo após a primeira leitura, estes dois estudos, no entanto julgados bastante «fiáveis» para serem publicados. Resta determinar se o Dr. Sapan S. Desai é apenas um escroque que arregimentou os seus colegas para o mesmo barco, ou se estas intoxicacões tinham sido comanditadas pela Gilead Science. Com efeito, estes estudos iam no sentido dos interesses do laboratório, foram promovidos pelo seu serviço de imprensa, e foram ambos dirigidos pelo Prof. Mandeep Mehra, que escondeu trabalhar para a Gilead Science.

Tradução
Alva

[1] “Retraction—Hydroxychloroquine or chloroquine with or without a macrolide for treatment of COVID-19: a multinational registry analysis”, Mandeep R. Mehra, Frank Ruschitzka, Amit N. Patel, The Lancet, June 5, 2020.

[2] “Retraction: Cardiovascular Disease, Drug Therapy, and Mortality in Covid-19”, New England Journal of Medicine, June 5, 2020.

[3] “Hydroxychloroquine or chloroquine with or without a macrolide for treatment of COVID-19: a multinational registry analysis”, Mandeep R. Mehra, Sapan S. Desai, Frank Ruschitzka, Amit N. Patel, The Lancet Online, May 22, 2020.

[4] “Cardiovascular Disease, Drug Therapy,and Mortality in Covid-19”, Mandeep R. Mehra, Sapan S. Desai, SreyRam Kuy, Timothy D. Henry, Amit N. Patel, New England Journal of Medicine, May 1, 2020.

[5] “Questions raised over hydroxychloroquine study which caused WHO to halt trials for Covid-19”, Melissa Davey, The Guardian, May 28, 2020.