As tropas sírias e russas retomaram seus bombardeios dos grupos jiadistas em Idleb (Síria).

Reagindo, a Alcaida reagrupou sob sua égide cinco grupos distintos sob o nome Fathboutou («Sejam firmes»). Eles dispõem no total de 30.000 combatentes, de um financiamento e de armas da OTAN e de um Estado-Maior comum. Assim :

- Tanzim Hurras al-din («Os Guardiões da Religião», um grupo que publicamente é membro da Alcaida desde Abril de 2018)
- Ansar al-Islam («Defensores do Islã»)
- Ansar al-Din («Defensores da Religião»)
- Liwa al-Mouqatiline al-Ansar (« Brigade des combattants auxiliaires ») Liwa al-Mouqatiline al-Ansar («Brigada de combatentes auxiliares»)
- Tansiqiyat al-Jihad (« Comité de Coordenação da Jiade»).

Em sua comunicação com os Ocidentais, estes grupos evocam somente a sua «luta revolucionária» contra os «regimes» sírio, russo e iraniano. Pelo contrário, em sua comunicação para os árabes, apenas falam da «Nação Islâmica», da «Jiade contra os infiéis» e da «Sharia».

Tradução
Alva