O Supremo Tribunal Britânico considerou, em 2 de Julho de 2020, que o governo de Sua Majestade ao ter reconhecido Juan Guaidó como presidente da República Bolivariana da Venezuela, deixava sem fundamento as reivindicações do Presidente constitucional, Nicolás Maduro, em querer recuperar o ouro venezuelano depositado no Reino.

Assim sendo, é agora suficiente não reconhecer um Chefe de Estado para se apropriar dos bens do seu país.

Desde o mês de Maio, uma polémica opõe a Venezuela ao Reino Unido no Conselho de Segurança da ONU. O Banco Central da Inglaterra recusa devolver o bilião (bilhão-br) de dólares depositado pelo governo Maduro.


- «Reino Unido se roba ‎1 000 millones de dólares» («O Reino Unido rouba mil milhões de dólares»), por Samuel Moncada, 26 de Maio de 2020.
- «Explicaciones británicas sobre el papel del Reino Unido en Venezuela» («Explicações britânicas sobre o papel da Coroa na Venezuela»), por Jonathan Allen, 29 de Maio de 2020.
- «Respuesta de Venezuela a las explicaciones británicas» («Resposta venezuelana às explicações britânicas sobre as suas acções»), por Samuel Moncada, Red Voltaire, 8 de Junho de 2020.

Tradução
Alva