De acordo com o Kommersant, de 16 de Outubro de 2020, 600 soldados turcos permaneceram no Azerbaijão após os exercícios militares conjuntos neste Verão [1].

Esse pessoal inclui:
- um grupo tático de batalhão de 200 pessoas,
- 50 instrutores em Nakichevan,
- 90 conselheiros militares em Baku,
- 120 comissários de bordo no campo de aviação de Gabala;
- 20 operadores de drones na Base Aérea Dollyar,
- 50 instrutores no Aeroporto de Evlakh,
- 50 instrutores do 4º Corpo de Exército e 20 outros na Base Naval e Escola Militar de Heydar Aliyev em Baku.

O Azerbaijão abriga igualmente
- 18 veículos de combate de infantaria turca,
- 1 sistema de lançamento de foguetes múltiplos,
- 10 veículos,
- 34 aviões (incluindo 6 jatos de combate, 8 helicópteros e 20 drones)

O diário estima igualmente que no decurso da primeira semana de Outubro cerca de 1. 300 jiadistas turcomanos sírios e 150 jiadistas líbios foram enviados ao Azerbaijão para lutar contra os ortodoxos Armênios.

Tradução
Alva

[1] «Принуждение к конфликту», Коммерсантъ, 16 октября 2020.