Começou a caça às bruxas nos Estados Unidos no momento em que a opinião pública desaprova as medidas mais ideológicas dos neo-puritanos da Administração Biden.

Apenas 45% dos cidadãos dos EUA aprovam a interrupção da construção do muro na fronteira mexicana. Enquanto apenas 42% aprovam a autorização da imigrar a partir de países muçulmanos nos quais as embaixadas não têm a possibilidade de verificar a identidade dos migrantes [1].

Os membros do Comité Olímpico Internacional não sabem como lidar com a autorização do Presidente Biden dada a cada atleta para escolher em que categoria, masculina ou feminina, pretende competir. Alguns pensam em estabelecer limites de testosterona para os concorrentes.

Várias centenas de pessoas, com assento nas 42 Comissões Consultivos do Pentágono, foram convidadas à demissão ou serão saneadas antes do fim do mês. A maior parte delas havia sido nomeada no decurso dos últimos dois meses da Administração Trump. Trata-se da mais importante purga jamais efectuada no Pentágono, incluindo o auge da Guerra Fria, durante o período macarthista (1953-54).

A Câmara dos Representantes busca oficialmente um meio de expulsar a nova Representante da Geórgia, Marjorie Taylor Greene, por esta ter sugerido que nenhum avião atingira o Pentágono a 11 de Setembro de 2001 e que os atentados não foram perpetrados pela Alcaida, mas por uma parte do “Estado Profundo” dos EUA (a tese de Thierry Meyssan). De imediato, o líder da minoria republicana, Mitch Mc-Connell, anunciou que não partilha das «mentiras» dela e que não a defenderá.

O Republicano da Câmara dos Representantes Adam Kinzinger está a arrecadar fundos para lutar contra a influência do antigo Presidente Donald Trump no Partido Republicano.

O líder da maioria democrata no Senado, Charles E. Schumer (foto), esse, apresentou uma proposta de resolução, em 2 de Fevereiro de 2021, visando forçar o FBI a investigar o movimento QAnon, apresentado como uma ameaça contra a Democracia, e para o criminalizar. Os principais média (mídia-br), em simultâneo, montam uma campanha de propaganda para reduzir a mensagem política de QAnon e fazer passar este movimento por uma seita de anti-pedófilos.

Tradução
Alva

[1] Poll Yahoo/YouGov, les 20 et 22 janvier 2021.