Hunter Biden, o filho do Presidente dos Estados Unidos, deu uma entrevista à CBS, difundida nos dias 4 e 5 de Abril de 2021, por ocasião do lançamento do seu livro Beautiful Things. Ele reconheceu que um de seus computadores pessoais fora apreendido pelo FBI.

Esta informação fora publicada em plena campanha presidencial pelo New York Post. Mostrava igualmente o conteúdo de alguns arquivos atestando um vasto caso de corrupção [1].

O Presidente Donald Trump, que pedira à Ucrânia para investigar essas alegações, foi acusado de instrumentalizar as suas funções com fins politiqueiros.

O antigo Director Nacional da Inteligência, James Clapper, o antigo Director da CIA, John Brennan, e o seu sucessor, Michael Morell, em conjunto, tinham denunciado o caso como sendo uma «desinformação russa». A imprensa dos EUA e a internacional não ousaram retomar as informações do Post, agora confirmadas.

Estes altos funcionários trabalharam todos para o Presidente Barack Obama e Hillary Clinton.

Tradução
Alva

[1] “Na Ucrânia, filho de Joe Biden junta o útil ao agradável”, Tradução Alva, Rede Voltaire, 16 de Maio de 2014; “A corrupção dos Biden”, Tradução Alva, Rede Voltaire, 22 de Outubro de 2020.