Há uma semana, os Estados Unidos e a Rússia estão movendo forças militares para a Ucrânia e o Mar Negro. Enquanto os EUA lançam um grande exercício militar na Grécia [1].

O Pentágono anunciou a transferência de dois contratorpedeiros, USS Roosevelt e USS Donald Cook, para o Mar Negro como parte dos exercícios Defender-Europe 21. Enquanto cinco aviões de transporte C-130J Hercules partindo de Stuttgart chegaram a Kiev. Moscou (Moscovo-pt) denunciou igualmente a criação de um centro de treinamento da OTAN para tiro de precisão perto de Mariupol.

O Ministro das Relações Exteriores (Negócios Estrangeiros-pt) da Rússia, Serguei Lavrov, declarou não compreender o que Washington buscava fazer na região.

O Exército russo respondeu à ameaça transferindo uma dúzia de navios de guerra do Mar Cáspio para o Mar Negro.

Além disso, a Turquia —membro da OTAN— está avançando seu projecto de um canal que duplica o estreito de Dardanelos e do Bósforo. Esse canal escapa da Convenção de Montreux que rege a travessia dos Estreitos pelos navios de guerra.

Tradução
Alva

[1] « Ukraine, bombe US en Europe », par Manlio Dinucci, Traduction Marie-Ange Patrizio, Il Manifesto (Italie) , Réseau Voltaire, 13 avril 2021.