Segundo uma sondagem do Instituto Rasmussen Reports, 59 % dos eleitores norte-americanos consideram que a maneira como o Facebook e Twitter difundem as informações é tendenciosa.

Esta posição é menos marcada nos utilizadores (usuários-br) destas redes sociais que são jovens e instruídos.

Aquando das perguntas separadas, o Rasmussen Reports constatou que a maioria dos eleitores norte-americanos desaprovava a censura à conta do Presidente Trump e à reprodução das suas mensagens. Eles pronunciaram-se claramente pelo fim da imunidade de que desfrutam o Facebook e o Twitter.

Tradução
Alva