O antigo Presidente Donald Trump acusou a equipa da sua infeliz rival, Hillary Clinton, de ter fabricado, com todos os detalhes, as acusações de conluio com a Rússia que levaram a um processo de destituição (impeachment) contra ele.

O Procurador (Promotor-br) especial John Durham considera Michael Sussmann, um advogado que trabalha para o Partido Democrata, culpado de ter montado este escândalo. Foi lançada uma investigação, em 12 de Fevereiro de 2022. Ela visa demonstrar as intercepções ilegais de telecomunicações e a invasão dos computadores da equipa Trump por conta da equipa Clinton.

O novo desenvolvimento neste escândalo ocorre quando os Democratas, depois de ter acusado, a partir de informações falsas, a Rússia de ingerência na campanha presidencial norte-americana, acusam agora a Rússia de preparar uma guerra na Ucrânia.

Tradução
Alva

titre documents joints


(PDF - 179.8 kb)