Cidadãos de diferentes idades e grupos sociais vieram ao panteão das Forças Armadas Revolucionárias, no cemitério Colón para colocar oferendas florais sobre o túmulo, onde repousa Celia.

A procissão foi encabeçada por Lázara Mercedes López, primeiro-secretário do Partido Comunista da Cidade de Havana e Ana Judith, primeira-secretária da União de Jovens Comunistas da capital.

Celia Sánchez, tornou-se a primeira mulher do movimento rebelde cubano. Organizou a expedição iate Granma com outro revolucionário importante Frank País.

Em 19 de Maio de 1957, Celia tornou-se membro de pleno direito do Exército rebelde da Serra Maestra. Foi a fundadora do primeiro Batalhão de mulheres Mariana Grajales e depois do triunfo da Revolução em 1º de Janeiro de 1959 se tornou uma de suas dirigentes mais ativas e queridas, até sua morte.

Fonte
Agence Cubaine de Nouvelles

Agencia Cubana De Noticias