Rede Voltaire

Israel e o ESL atacam um centro sírio de investigação

| Damasco (Síria)
+

Fontes israelitas intoxicam actualmente os meios de imprensa ocidentais com o anuncio de um ataque israelita contra um comboio militar sírio que transportava armas para o Hezbollah libanês. Segundo essas informações, tratava-se de misseis Sam-7 ou de armas químicas já prontas para ser utilizadas.

Na realidade, a aviação israelita bombardeou um centro sírio de investigação situado em Jemraya, nas cercanias de Damasco. O ataque teve lugar na tarde de quarta-feira 30 de janeiro de 2013.

Mas não havia ali nem Sam-7 nem armas químicas. A destruição de vários misseis Sam-7 teria provocado explosões visíveis da capital síria enquanto que a destruição de armas químicas prontas para ser utilizadas (ou seja, com os seus componentes já misturados) teria provocado uma verdadeira catástrofe.

Uma fonte oficiosa síria indicou à Rede Voltaire que o Exército Árabe Sírio capturou há vários dias uma certa quantidade de equipamento israelita altamente sofisticado utilizado pelos Contras. Esse equipamento foi trasladado para o centro de investigação bombardeado pela aviação israelita, onde devia ser desmontado e analisado.

Foi provavelmente esse equipamento o que os israelitas quiseram destruir, para evitar que fosse enviado para a Rússia ou para o Irão.

De facto, comandos terrestres do Exército «Sírio Livre» (ESL) lançaram contra o mencionado centro de investigação um primeiro ataque, que foi rechaçado. E a aviação israelita só interveio posteriormente para concretizar a missão que os Contras não tinham logrado cumprir.

Os aviões israelitas violaram para isso o espaço aéreo do Líbano, voando a muito baixa altitude, e apareceram por trás do Monte Hermon mas só penetraram por muito pouco tempo no espaço aéreo da Síria.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
Autores: diplomatas, economistas, geógrafos, historiadores, jornalistas, militares, filósofos, sociólogos ... poderá enviar-nos seus artigos.
Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.