Rede Voltaire

O Pentágono contrata mais de 10.000 antigos jiadistas do Daesh

+

O Pentágono incorporou entre 10 e 15. 000 antigos jiadistas do Daesh (E.I.) à sua nova Força de Segurança de Fronteiras (Syrian Border Security Force) na Síria.

Um número equivalente de antigos jiadistas do Daesh (EI) foi enviado para o Afeganistão.

A Força de Segurança de Fronteiras (SBSF) é composta principalmente de soldados das Forças Democráticas Sírias (SDF), elas próprias constituídas em torno das Unidades de Proteção do Povo (YPG), a milícia irmã do PKK na Síria.

Desses soldados, 230 receberão treino pelo exército dos EUA.

Assim, mais de 10.000 antigos jiadistas do Daesh combaterão ao lado dos Curdos sírios sob o comando directo do Pentágono.

O Pentágono pretende prosseguir o seu próprio projecto do «Rojava» e não o da França. Seria um Estado simulado, comparável aquele não reconhecido do Curdistão iraquiano, organizado segundo o modelo anarquista de Murray Bookchin.

Com esta medida, os antigos jiadistas do Daesh tornaram-se, portanto, subitamente atlantistas, laicos e anarquistas.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.