Os Tunisinos rejeitam o seu sistema político
Rede Voltaire

Os Tunisinos rejeitam o seu sistema político

+

Os Tunisinos foram convocados a eleger os seus Conselhos municipais, a 6 de Maio de 2018. Apenas 33% dentre eles votaram, privando claramente os eleitos de legitimidade democrática.

No passado, os Conselhos municipais eram nomeados, não eleitos. De qualquer forma, tinham pouco poder. No entanto, um novo Código de governações locais, adoptado no mês passado, deverá aumentar as suas responsabilidades.

O escrutínio foi dominado por dois partidos: os islamistas do Ennahdha (Irmãos Muçulmanos) e os laicos do Nidaã Tounès. Depois de se terem enfrentado durante a “Revolução Colorida” de 2010-11, fizeram aliança a nível nacional e deverão repartir os cargos a nível municipal.

Segundo uma sondagem (pesquisa-br) realizada no fim de 2017, 83% dos Tunisinos pensam que o seu país vai em má direcção.

Os jovens parecem ter desertado das urnas de voto maciçamente.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.