Depois de sua chegada, os 174 especialistas em genética clínica, neurofisiologia, neuropediatria, otorrinolaringologia, psicopedagogia e informática, partiram para a província de Esmeralda, onde já trabalha o primeiro contingente de 62 profissionais cubanos junto com médicos e militares equatorianos.

O reforço recebido para esta cruzada de paz na zona fronteiriça do Equador com a Colômbia, terá a seu cargo quatro cantões (municípios) de Esmeralda e, de conjunto com o primeiro grupo, está previsto que terminem o estudo nessa província ao redor do dia 22, para passar no dia 24 à de Sucumbíos.

Até o momento, este programa, único de seu tipo no mundo e realizado anteriormente em Cuba e Venezuela, concluiu nas províncias equatorianas de Cotopaxi e Carchi.

Nibiola Cabrera, chefa da brigada médica cubana nesta Missão, comentou à PL o grande impacto causado pelo estudo entre a população das províncias Cotopaxi e Carchi, pois, em uma grande maioria, suas discapacides nunca tinham foram consultadas com médicos especialistas.

Fonte
Agence Cubaine de Nouvelles

Cuba News Agency