Rede Voltaire

Cimeira da discórdia árabe no Koweit

+

A cimeira anual da Liga Árabe iniciou-se no Koweit na presença de 13 dos 22 chefes de Estado dos países membros.

Os discursos pronunciados na abertura permitiram constatar as profundas divisões que tornam impossível qualquer tipo de debate nessa organização.

Os Estados do Golfo deixaram entrever que o diferendo existente entre o Catar e 3 dos seus vizinhos –Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e Bahrein– só podem resolver-se no seio do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG).

O enviado especial do secretário geral da Liga, Lakhdar Brahimi, apresentou um relatório sobre o fracasso da Conferência Genebra 2, e precisou que não se agendou nenhum novo encontro.

O assento da Síria manteve-se vazio, já que a Coligação Nacional Síria não cumpriu ainda com as obrigações administrativas necessárias. De qualquer modo, o presidente desse grupo da oposição externa síria, Ahmad al-Jarba, pronunciou um discurso contra o presidente sírio Bachar ao-Assad.

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, aproveitou a ocasião para reunir-se em privado com os ministros dos Negócios Estrangeiros (Relações Exteriores-Br) e pô-los ao corrente sobre a marcha das negociações com Israel e os Estados Unidos.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.