“Vocês estão escrevendo hoje uma das páginas mais belas da história da medicina humana”, indica a mensagem do líder revolucionário.

Esteban Lazo Hernández, vice-presidente do Conselho de Estado da República de Cuba, foi portador da missiva, lida em um estrado do hospital de campanha de Croix dês Bounquets, onde chegou acompanhado por outros dirigentes da Ilha.

“Fazer algo por salvar vidas, curar feridos e reabilitar pessoas no Haiti, que possam trabalhar e contribuir ao bem-estar dos seres humanos, será sempre um inapreciável honra para qualquer homem ou mulher”, sublinha a epístola.

Fidel também expressa que os cubanos sentem orgulho daqueles que, surgidos da ELAM, “se incorporaram voluntariamente e com entusiasmo a esta colossal obra”.

“O mundo seguirá de perto a proeza que vocês estão realizando e esse orgulho chegará aos corações de todos os povos deste hemisfério representados ali por seus compatriotas médicos”, indica o Comandante em Chefe.

“Obrigado em nome de todos os cubanos, seus irmãos sinceros e agradecidos do Caribe. Obrigado em nome de todos os que temos lutado por esses sonhos de equidade e justiça”, reafirma o líder da Revolução Cubana.

Fonte
Agence Cubaine de Nouvelles

Agencia Cubana De Noticias