De acordo com o Wall Street Journal, o total de bens confiscados dos adversários e rivais políticos do Príncipe herdeiro Mohammed Ben Salman («MBS») seria de 800 bilhões (mil milhões-pt) de dólares [1].

Esse montante poderia ainda aumentar de US $ 550 bilhões de dólares para atingir US $ 1.250 bilhões de dólares. No entanto, uma grande parte desses ativos está colocada no exterior, o que forçará a Arábia Saudita a ter de fazer valer seus direitos.

A repressão atual permitiria ao Reino restabelecer sua situação financeira, gravemente afetada pela baixa persistente dos preços do petróleo. Segundo a Associação de Bancos da Arábia, mais de 1.700 contas bancárias teriam sido seladas.

Tradução
Alva

[1] “Saudis Target Up to $800 Billion in Assets” («Sauditas Visam Mais de $800 Bilhões em Bens»- ndT), Margherita Stancati & Summer Said, Wall Street Journal, November 8, 2017.