Segundo documentos obtidos pelo canal de televisão ABC, os antigos membros da Administração que se juntaram à Administração Biden aumentaram incrivelmente as suas fortunas durante os quatro anos da presidência Trump.

Assim:
- Susan Rice (antiga Conselheira de Segurança Nacional e agora Directora do Conselho de Política Interna) aumentou o seu património de $ 13,6 milhões para $ 149 milhões de dólares. Ela detêm, nomeadamente, acções da Johnson & Johnson, Apple e Microsoft. Ela participa nos Conselhos de Administração da Netflix e da canadiana (canadense-br) Enbridge (petróleos). Os seus rendimentos em 2020 chegaram a US $ 6,7 milhões de dólares.
- Ron Klain (antigo Chefe de gabinete do Vice-Presidente Biden e actual Chefe de gabinete do Presidente Biden) recebeu em 2020 um salário de US $ 2 milhões de dólares da empresa de capital de risco Revolution.
- Jeffrey Zients (antigo Chefe do Conselho económico nacional que se tornou Conselheiro do Presidente) possui uma fortuna de US $ 532,1 milhões de dólares. Esta aumentou dez vezes em quatro anos. Ele fez parte do Conselho de Administração do Facebook.
- Brian Deese (antigo Conselheiro económico do Presidente Obama que se tornou Presidente do Conselho Económico Nacional) e cujo salário era de US $ 175.000 no fim do mandato de Obama, passou para US $ 2,3 milhões de dólares anuais assim que se juntou ao investidor Blackrock.
- Jen O’Malley Dillon (antiga Directora de campanha de Barack Obama, hoje em dia Chefe de gabinete adjunta) trabalhou, nomeadamente, para a General Electric, Lyft, Chan Zuckerberg Initiative e (Bill) Gates Ventures. O seu salário atingia em 2020 a $ US 800.000 dólares.
- Jake Sullivan (Conselheiro de Segurança Nacional do Vice-Presidente Biden transformado em Conselheiro de Segurança Nacional do Presidente Biden) possui acções da Abbott Labs, American Express, Facebook, FedEx, Google, Merck, Visa e Verizon.
- Julissa Reynoso Pantaleón (antiga Embaixatriz no Uruguai que se tornou Chefe de gabinete da Primeira-dama) ganhou US $ 1,5 milhão de dólares em 2020 de um escritório de advocacia.
- Vanita Gupta (Antiga Procuradora (Promotora-br) encarregada dos Direitos Civis, agora nomeada para se tornar a Procuradora-Geral) tem US $ 14,8 milhões de dólares e recebeu US $ 1,5 milhões de dólares em honorários em 2020.

Para além destas surpreendentes fortunas, coloca-se a questão da independência dos antigos membros de três firmas de lóbi: Macro Advisory Partners (do antigo Chefe dos Serviços Secretos britânicos, John Sawers), Albright Stonebridge Group (da antiga Secretária de Estado, Madeleine Albright) e WestExec (do actual Secretário de Estado, Antony Blinken).

Tradução
Alva