Retomando o projecto europeu de Winston Churchill, os ministros dos Negócios Estrangeiros francês e alemão, Jean-Marc Ayrault e Frank-Walter Steinmeier, conceberam um projecto para uma «Nova Europa» após o Brexit.

Segundo o documento [1], este projecto é constituído por três grandes temas :
- A Segurança europeia, que retoma os temas da Comunidade Europeia de Defesa (CED, rejeitada em 1950) ;
- O asilo e a política de migrações ;
- O crescimento e o euro.

Os ministros apelam a uma fusão das políticas externas e de defesa, implicando embaixadas comuns e um exército comum. Eles não precisam o futuro do lugar francês no Conselho de Segurança da ONU, nem o da força nuclear da França(«Force de Frappe»- ndT). Neste capítulo, anunciam uma iniciativa comum para a «estabilização, o desenvolvimento e a reconstrução» da Síria. Para a luta contra o terrorismo, eles propõem, para além da criação de uma coordenação europeia entre os serviços de Inteligência, a harmonização das disposições penais.

Os ministros apelam a um reforço da vigilância comum das fronteiras europeias. Sem colocar em causa a sua definição de «refugiados», eles afirmam que todos têm direito à protecção das Convenções de Genebra. Admitindo histórias diferentes, eles decidem partilhar as suas experiências na matéria.

Os ministros apelam a uma harmonização das políticas fiscais e a uma estrita convergência dos orçamentos nacionais de maneira a garantir o bom funcionamento do euro. Preconizam a criação de uma nova Assembleia europeia encarregada de controlar a política monetária. Ela seria composta de deputados europeus da zona euro e de deputados nacionais.

Interrogada sobre este documento, a chancelerina Merkel declarou que não estava comprometida nesta reflexão dos ministros.

Tradução
Alva

[1] “A strong Europe in a world of uncertainties”, by Jean-Marc Ayrault, Frank-Walter Steinmeier , Voltaire Network, 27 June 2016.