O Serviço Secreto (serviço encarregue entre outros da proteção do Presidente dos Estados Unidos) está com os cabelos em pé após a difusão de uma reportagem da NBC News atestando a preparação de uma operação «No Trump Zone» durante a visita de Donald Trump a Paris, a 13 e 14 de Julho de 2017.

Esta operação é organizada pela Nuit Debout, o movimento criado pelo deputado François Ruffin (Os Insubmissos) [1]. Esta associação apoia as «Primaveras Árabes», organizadas pelo MI6, pela CIA e, especialmente, pela equipa de Gene Sharp afim de destruir o Médio-Oriente [2].

O Serviço Secreto teme que os anarquistas, que perturbaram violentamente a cimeira do G20 em Hamburgo, se juntem à Nuit Debout e venham perturbar o jantar oferecido pelo Presidente Macron ao seu homólogo norte-americano no Jules Verne, o restaurante da Torre Eiffel.

Tradução
Alva

[1] «"Nuit debout", un mouvement à dormir debout», par Thierry Meyssan, Réseau Voltaire, 10 avril 2016.

[2] Sous nos yeux, Du 11-Septembre à Donald Trump (NdT= Último livro de Thierry Meyssan já publicado em Francês e em vias de publicação em outra línguas incluindo Português») (“Sob os nossos olhos. Do 11-de-Setembro a Donald Trump”), Thierry Meyssan, éditions Demi-lune (2017).