O novo Primeiro-ministro da Malásia, Mahathir Mohamad, retirou as tropas de seu país da Coalizão (Coligação-pt) liderada pela Arábia Saudita no Iêmen.

Ele acaba igualmente de fechar o Centro para a Paz Internacional do Rei Salman (KSCIP) em Kuala Lumpur, e de transferir suas prerrogativas para o Instituto Malaio de Defesa e Segurança.

Apresentado como um ditador aposentado pela imprensa ocidental, Mahathir Mohamad foi triunfalmente reeleito aos 93 anos à frente de uma aliança eleitoral compreendendo os seus antigos opositores. Ele lançou imediatamente uma vasta operação anticorrupção, a qual permitiu desvendar o espantoso desvio de fundos de seu predecessor, Najib Razak, assim como os presentes que este havia recebido [1]. Agora, ele corta todas as pontes com o reino wahabita saudita.

Tradução
Alva

[1] « Le Premier ministre malais a reçu 681 millions de dollars du roi Salmane » («O Primeiro-ministro malaio recebeu 681 milhões de dólares do Rei Salman»- ndT), Réseau Voltaire, 15 avril 2016.