Rede Voltaire

A denominação da Macedónia continua pendente

+

O Presidente da antiga República Jugoslava da Macedónia, Gjorge Ivanov, recusou assinar a última lei aprovada pelo seu Parlamento. Com efeito, esta, em aplicação do Tratado de Prespa, afixa pela primeira vez no cabeçalho «República da Macedónia do Norte» ; um tratado que ele rejeita.

Sendo o Tratado de Prespa rejeitado por dois terços da população, os Estados Unidos fizeram-no ratificar pelo Parlamento de que eles, por necessidade, manipularam a composição [1]. Foi então adoptado e publicado no Diário Oficial, não com a assinatura do Presidente da República, mas, sim com a do Presidente do Parlamento, Talat Xhaferi, que é albanófono e pró-EUA.

Segundo a Constituição, a lei é reenviada para o Parlamento que a discutirá de novo. Se ela for adoptada o Presidente terá que a assinar. No entanto, Gjorge Ivanov já recusou, apesar deste vai e vêm, assinar uma lei inconstitucional sobre as línguas nacionais. É provável que a denominação exacta da República permaneça em suspenso até ao final próximo do seu mandato.

Parece cada vez mais evidente que o problema não é tanto entre a Grécia e a Macedónia ex-jugoslava, antes diz respeito à possível separação de Albanófonos muçulmanos e Macedónios ortodoxos. Os Estados Unidos parecem ser a favor da criação de uma Grande Albânia [2], incluindo os albanófonos do Kosovo e da Macedónia (mas não os do Montenegro e da Grécia), o que provocaria, a prazo, o desaparecimento deste pequeno país culturalmente próximo da Rússia.

Tradução
Alva

[1] “Washington corrompe parlamentares macedónios para obter a adesão à OTAN e à UE”, “A Macedónia torna-se uma «democracia» à norte-americana”, Tradução Alva, Rede Voltaire, 11 & 26 de Outubro de 2018.

[2] “Em direcção à Grande Albânia”, Tradução Alva, Rede Voltaire, 21 de Fevereiro de 2019.

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.