Todos os países experimentaram em sua história escândalos de compra secreta da mídia (média-pt) por agentes econômicos. É este agora o caso a nível europeu.

Por exemplo, a Fundação Bill e Melinda Gates pagou em 2019:
- Der Spiegel : $ 2.537.294
- Die Zeit : $ 297.124
- Le Monde : $ 2.126.790
- The Atlantic : $ 500.222
- The Bureau of Investigative Journalism: $ 1.068.169
- The Guardian : US $ 175.000 -
- The Project Syndicate (tribuna livres): US $ 1.619.861

Notem bem que, financiando pesquisas (Bureau of Investigative Journalism) ou pagando autores de tribunas livres de opinião, traduzidas e divulgadas em vários idiomas (Project Syndicate), o «doador» «apoia» todos os jornais que as reproduzam sem precisar lhes atirar com dinheiro diretamente.

Tradução
Alva