Os partidários do acordo com o Irão pronunciaram-se largamente durante o Congresso de 2015 sobre Segurança Nacional e Inteligência(2015 National Intelligence & Security Summit), em Washington, a 9 e 10 de Setembro de 2015.

O director da DIA (Defense Intelligence Agency-Agência de Inteligência da Defesa), o general Vincent Stewart, que dirige a operação de limpeza no Pentágono, explicou a importância [1] da actual investigação conduzida pelo Inspetor-Geral no seio do CentCom e da Coligação anti-Daesh. Ele denunciou, sem o nomear, o general John Allen e o seu projecto de instalação do caos na Síria e no Iraque. Segundo ele, há um risco efectivo de desintegração destes Estados na próxima década.

O General Stewart, o director da CIA, John Brennan, e o diretor da Agência Nacional de Inteligência Geo-espacial, Robert Cardillo, emitiram avisos contra a toda manipulação da Inteligência; uma situação que lembra a mesma da era Bush, quando as agências dos Serviços Secretos fabricaram falsas provas contra o regime de Saddam Hussein.

[1] Exclusive : 50 Spies Say ISIS Intelligence Was Cooked” («Exclusivo : 50 Espiões Afirmam que Informação da Inteligência sobre o Exército Islâmico foi Cozinhada»- ndT) , Shane Harris & Nancy A. Youssef, The Daily Beast, September 9, 2015.