Rede Voltaire

Redistribuição de jogo no Iraque

+

O Parlamento iraquiano declarou como irregulares as eleições legislativas visando a sua renovação. Demitiu a Comissão Eleitoral e convocou um novo escrutínio.

Episódios de violência eclodiram em Bagdade, causando 18 mortos. Moqtada el-Sadr, o vencedor das eleições anuladas, denunciou a manobra do Parlamento cessante, apelando, no entanto, aos Iraquianos para não recorrem às armas.

Um incêndio destruiu um dos quatro armazéns onde são armazenadas onde as urnas e os boletins de voto. Não parece que esta acção criminosa possa impedir a recontagem manual de votos.

O Primeiro-ministro, Haider Al-Abadi, denunciou os parlamentares que recusam a derrota e pretendem realizar novas eleições gerais em vez de recontar os votos. Apenas o Supremo Tribunal tem autoridade legal para anular o escrutínio geral.

Moqtada el-Sadr anunciou que alargava a coligação (coalizão-br) que formou com os comunistas à Aliança da Conquista. Esta formação, segunda colocada nas eleições, é composta por veteranos pró-iranianos e anti-jiadistas. A nova coligação dispõe agora de 141 lugares no novo Parlamento, dos 165 necessários para obter a maioria.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.