O AKP deverá eleger Binali Yıldırım como presidente durante o seu congresso, a 22 de Maio de 2016. Tal como nós o anunciamos, há duas semanas, ele deverá assumir as suas funções de Primeiro-ministro imediatamente .

Apresentado pela imprensa ocidental como uma personalidade devotada ao Presidente Erdoğan, ele é, na realidade, um homem-chave do actual sistema mafioso.

Binali Yıldırım é um perito marítimo, antigo responsável da Organização Marítima Internacional. Ele fora apresentado a Recep Tayyip Erdoğan quando este foi eleito como presidente da câmara (prefeito-br) de Istambul, pela formação ultra-nacionalista Milli Gorus. Nomeado director da IDO (os “ferry-boats” de Istambul), em 1994, ele montou por conta do PdaC (perfeito), e para si mesmo, um vasto sistema de desvio de fundos públicos.

Desde então, a família Yıldırım fez fortuna. O seu filho Erkan e a sua filha Bahar Büşra criaram a sociedade Derin Denizcilik Sanayi ve Ticaret Limited Şirketi. A Família controla 17 empresas, 28 navios e super-iates. O deputado curdo Sezgin Tanrıkulu (CHP) propôs à Grande Assembleia que uma comissão de inquérito parlamentar fosse criada para determinar as condições de aquisição desta súbita fortuna, mas a maioria (AKP) rejeitou esse pedido.

Há um mês, a imprensa turca publicou fotografias de Erkan Yıldırım jogando num casino de Singapura. O jovem havia alegado, então, ter sido vítima de armadilha e não saber jogar ao póquer (pôquer-br).

JPEG - 49.4 kb

Durante a investigação judicial de Dezembro 2015 —que foi interrompida pelo governo— o nome de Binali Yıldırım tinha sido citado como o do «padrinho» da organização mafiosa gravitando em torno do Presidente Erdoğan. Segundo os magistrados, o Sr. Yıldırım exercia diversos tipos de chantagem contra os principais chefes empresariais do país.

Antes de entrar na política, Recep Tayyip Erdoğan foi chefe, ele próprio, de um gangue em Istambul.

Tradução
Alva