Terça-feira, 13 de outubro, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, declarou: «Aqueles que estão envolvidos nos bombardeamentos no Médio-Oriente não procuram a paz, mas sim o petróleo».

Interrogada a 14 de outubro, aquando do encontro de imprensa diário do Departamento de Estado dos Estados Unidos, a porta-voz Jen Psakis reafirmou que o único objetivo da Coligação (Coalizão-br), e de seus parceiros, era lutar contra a ameaça do Emirado Islâmico.

Ora, no terreno de operações, apesar dos bombardeamentos da coligação, o Emirado Islâmico, longe de enfraquecer, fortalece-se. Entretanto o relatório mensal da AIE relata bombardeios de instalações petrolíferas e de uma diminuição de mais de 75% do contrabando de petróleo [1].

A Sra Psakis não quis abordar estes dados.

Tradução
Alva

[1] “No Iraque, a Coligação defende os seus interesses petrolíferos”, Tradução Alva, Rede Voltaire, 19 de Outubro de 2014.