Numa entrevista ao Programa 60 Minutes, o Primeiro-ministro Benjamin Netanyahu pediu ao Presidente eleito Donald Trump para implementar a «solução de dois Estados» [1].

Até aqui, Netanyahu combatia violentamente este projecto e preconizava, pelo contrário, a expansão do Estado de Israel.

A solução de dois Estados tinha sido concebida pela equipe de Ariel Sharon de maneira a que Israel não fosse mais responsável por Palestinos, no modelo dos Bantustões experimentadas por peritos israelitas na África do Sul. No entanto, ela tornou-se com o tempo um objectivo da esquerda ocidental, a qual via nela uma possibilidade de pôr fim à guerra.

A reviravolta do Primeiro-ministro acontece antes mesmo que o presidente Trump tenha expresso a sua posição de fundo sobre a questão israelo-árabe. O Presidente do Conselho Regional da Samaria, Yossi Dagan, acusou o Sr. Netanyahu de alta-traição.

Tradução
Alva

[1] « 60 Minutes », CBS, December 11, 2016.