O New Yok Post, de 14 de Outubro de 2020, revela que o FBI apreendeu em Dezembro passado um disco rígido pertencente a Hunter Biden, filho do candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden [1].

A polícia criminal federal (Polícia Judiciária- ndT) investigava suspeitas de corrupção dos Biden na Ucrânia. Hunter, que não tem qualquer conhecimento na matéria, tornou-se com efeito, em 2014, administrador da companhia de gás ucraniana Burisma Holdings, pouco depois do Golpe de Estado do EuroMaidan e na altura em que o seu pai era Vice-Presidente dos Estados Unidos [2]. Quando o governo pró-EUA tentou apreender $ mil milhões (1 bilhão-br) de dinheiro fraudulento da Burisma Holdings, Hunter fez valer as suas conexões a fim de fazer demitir o Procurador-Geral (Promotor-br) (que investigava o caso- ndT).

Joe Biden negou estar pessoalmente implicado nos negócios do seu filho. Ele lamentou igualmente a adicção do seu filho a diversas drogas e garantiu que ele se tinha curado disso.

Após o fracasso do processo de impugnação (impeachment-br) contra o Presidente Donald Trump, o Partido Democrata acusou-o de instrumentalizar a Administração dos Estados Unidos contra o seu rival político fazendo um estardalhaço sobre este pretenso caso Burisma Holdings.

No entanto, o computador apreendido pelo FBI acaba de mostrar os seus segredos. Para além de vários vídeos de Hunter fumando crack ou tendo sexo com várias garotas, o computador continha “e-mails” trocados entre o filho e o pai que atestam a implicação deste último.

Tradução
Alva

[1] “Smoking-gun email reveals how Hunter Biden introduced Ukrainian businessman to VP dad”, by Emma-Jo Morris and Gabrielle Fonrouge; “WH press secretary locked out of Twitter for sharing Post’s Hunter Biden story” , by Steven Nelson, New York Post, October 14, 2020.

[2] “Na Ucrânia, filho de Joe Biden junta o útil ao agradável”, Tradução Alva, Rede Voltaire, 16 de Maio de 2014.