Rede Voltaire

Pressão dos EUA para a libertação de um torcionário libano-israelo-americano

+

A Senadora democrata de New Hampshire, Jeanne Shaheen, e o Senador republicano do Texas, Ted Cruz, acabam de apresentar um projecto de lei, o Zero Tolerance for Unlawful Detentions of U.S. Citizens Act (lei prevendo tolerância zero para detenções arbitrárias de cidadãos norte-americanos no Líbano).

Trata-se de obter a libertação de Amer Fakhoury (foto), detido no Líbano desde 12 de Setembro de 2019, sob a acusação de torturas e outros crimes de guerra. O acusado era membro do Exército do Sul do Líbano (milícia colaboracionista com Israel durante a invasão do país pelas tropas de Ariel Sharon). Assim, ele foi o director da sinistra prisão de Khiam, onde actuou. Inúmeros testemunhos foram recolhidos contra ele.

Ele fugira para Israel, depois tinha-se refugiado nos EUA, onde obteve a nacionalidade. Fora condenado a 15 anos de prisão à revelia. Imprudentemente voltou ao Líbano.

Foi-lhe enviado um advogado de Massachusetts e uma nova embaixatriz dos EUA deverá ser nomeada para o Líbano, Dorothy Shea, com a missão de obter a sua libertação. A sua defesa sustem que ele sofre agora de câncer e que nada mais fez do que combater o Hezbolla, que falsamente se apresentava como uma rede de resistência quando não passa de um bando de «terroristas».

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.