O antigo Presidente afegão, Hamid Karzai, seria agora apoiado por Moscovo, que vê nele o melhor propagandista das análises do Kremlin.

Desde que deixou o poder e entregou ao Daesh (E.I.) as suas funções como padrinho do tráfico de ópio, o antigo Presidente virou-se contra Washington. Ele tinha, em Abril passado, acusado o Daesh de ser um instrumento da CIA [1].

Hamid Karzai, agora preocupado pelo futuro do seu povo, prega a reconciliação com os Talibãs. Ele chama a atenção que o Catar, a Noruega e a Alemanha estão em conversações com eles e garante ser capaz de fazer o mesmo. Após dezasseis anos de guerra, ele chega, assim, às mesmas conclusões que a Rússia.

Em Outubro, ele foi o convidado do Presidente Putin às conferências de Valdai .

Tradução
Alva

[1] “Former Afghan President Karzai Calls Islamic State ’Tool’ of US” («Antigo Presidente Karzai Chama o Estado Islâmico de “Instrumento dos E.U.»- ndT), Noor Zahid & Rahimgul Sarwan, Voice of America, April 19, 2017.