O Presidente Obama decidiu substituir o «Center for Strategic Counterterrorism Communications», criado em 2011, por um «Centro de Resposta Global». Para tal assinou, a 14 de Março de 2016, um decreto confidencial —mas, do qual uma cópia circula já (ver anexo junto)—.

A nova administração terá por funções lutar contra o recrutamento feito por grupos terroristas. Colocado sob a autoridade do secretário de Estado, ela é dirigida por Michael D. Lumpkin (foto). Será «integrada», quer dizer, administrada por um conselho composto de representantes de vários ministérios e agências de inteligência ou de propaganda. Dispõe de um orçamento de 20 milhões de dólares anual. Que serão utilizados não para produzir mensagens, mas para subvencionar, o mais discretamente possível, blogueres (blogueiros-br) ou líderes de opinião cujas mensagens são julgadas eficazes. Ela irá trabalhar, exclusivamente, em países estrangeiros.

Lembremos que os E.U. consideram oficialmente como grupos «terroristas» grupos que eles possam apoiar extra-oficialmente, assim como qualquer grupo resistente ao imperialismo; razão pela qual o Centro está ligado ao Departamento de Estado mesmo que seja dirigido por um alto-funcionário da Defesa, Michael D. Lumpkin, actual assistente do secretário da Defesa para as Operações Especiais e Conflitos de Baixa Intensidade.

Tradução
Alva

Documentos anexados