Rede Voltaire

A ONU suspende o direito de voto de 7 Estados

+

Em aplicação da regra adoptada em Outubro de 2019 pela Assembleia Geral, as Nações Unidas suspenderam o direito de voto de sete dos seus membros e aprestam-se para sancionar outros três:

- Comores (no fim da 74ª sessão da Assembleia Geral)
- Gâmbia (agora)
- Lesoto (agora)
- Líbano (agora)
- República Bolivariana da Venezuela (agora)
- República Centro-Africana (agora)
- São Tomé e Príncipe (no fim da 74ª sessão da Assembleia Geral)
- Somália (no fim da 74ª sessão da Assembleia Geral)
- Tonga (agora)
- Iémene (agora)

Nenhum desse membros tem as suas cotizações em dia.

No entanto, vários destes Estados não podem materialmente regular as suas cotizações devido às sanções bancárias unilaterais dos EUA.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.