Rede Voltaire

Arábia Saudita forneceu centenas de mísseis anti-tanque aos seus mercenários na Síria

+

Mísseis anti-tanque foram disparados contra o exército Árabe sírio durante as últimas duas semanas pelo Harakat Hazm, um grupo Islamista criado pela OTAN em janeiro 2014. Parece que várias centenas de BGM-71 tenham sido fornecidos a partir da Turquia a estes mercenários, no quadro da guerra secreta encomendada por Washington.

Enquanto os peritos, a princípio, pensavam que estes equipamentos haviam sido entregues pelo Catar, parece, actualmente, que eles tenham sido fornecidos pela Arábia Saudita em nome dos Estados Unidos.

Em fevereiro de 2012, os takfiristas do Emirado islâmico de Baba Amr dispunham de mísseis Milan, de fabrico franco-alemão, e de enquadramento de oficiais franceses [1].

American Anti-Tank Weapons Appear in Syrian Rebel Hands” (inglês-«Armas anti- tanque Americanas aparecem nas mãos dos Rebeldes Sírios»-ndT), por Charles Lister, Huffington Post, 9 abril 2014. E, “Rebel videos show first U.S.-made rockets in Syria” (inglês-«Vídeos dos Rebeldes mostram os primeiros róquetes americanos na Síria»-ndT), por Peter Apps, Reuters, 15 abril 2014.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.