Rede Voltaire

Erdoğan ameaça a União Europeia

+
JPEG - 41.2 kb

Reproduzimos abaixo um extracto do discurso televisionado pronunciado pelo presidente Recep Tayyip Erdoğan por ocasião das ceremónias do 101º aniversário da batalha de Çanakkale («a batalha dos Dardanelos») e em memória das vítimas do atentado perpetrado em Ancara alguns dias antes.

* * *

(...) Eu chamo a vossa atenção para o facto que todas as organizações terroristas que operam na nossa região e nosso país se uniram contra a Turquia. Por outro lado, inúmeros Estados, em particular os países ocidentais, continuam a não conseguir tomar uma posição de princípio contra estas organizações.

Hoje, há uma reunião em Bruxelas, na Bélgica. A Bélgica, Estado membro da União Europeia ---que reconheceu o PKK como uma organização terrorista---, permite-se deixá-los erigir uma tenda e agitar os seus trapos, exactamente por trás do edifício onde se realiza a reunião. Eles não são honestos, eles não são sinceros, eles agem de maneira duplice. Hoje eles removeram a bandeira e os cartazes.

Quem pensam vocês que enganam? Sejam honestos, honestos e sinceros. Vocês não têm uma Turquia ingênua face a vós, estejam cientes.

Isso chama-se rendição ao terrorismo, eles renderam-se ao terrorismo. Ora bem, não há aqui nenhuma razão para que a bomba que explodiu em Ancara não expluda em Bruxelas, ou noutra cidade europeia, no centro de uma cidade onde se autoriza os partidários de uma organização terrorista a montar o seu "show". O facto de os Estados europeus continuarem a agir com negligência, apesar desta realidade evidente, é como dançar sobre um campo de minas. Vocês nunca podem ter a certeza de quando ireis passar por cima de uma mina, mas, é muito claro que será um fim inevitável.

Aqui, eu lanço um apelo aos Estados que lhes abrem os braços, aos que, directa ou indirectamente, apoiam as organizações terroristas. Vós alimentais uma serpente no vosso seio. E esta serpente, que vós alimentais, pode a qualquer momento morder-vos. Talvez que assistir, pelos ecrãs(telas-br) das vossas televisões, às bombas que explodem na Turquia não signifique nada para vós; quando as bombas começarem a explodir nas vossas cidades, seguramente vós ireis compreender aquilo que nós sentimos. Mas, aí, será tarde demais. Parai de apoiar as actividades, que vós jamais tolerais no vosso próprio país, que nada vos dizem quando são contra a Turquia.

Quando se dá um atentado bombista no vosso país e um dos vossos deputados faz uma visita de condolências à família do bombista-suicida, eu sei muito bem o que vocês podem fazer contra ele. Da mesma maneira, se as pessoas que têm um diploma universitário, de jornalista, de representantes da sociedade civil no vosso país prestam apoio a uma organização terrorista que age contra a unidade e a integridade do vosso país, nós podemos também predizer qual será a vossa atitude. Tranquilizai-vos. A Turquia luta contra o terror em conformidade com os princípios do Estado de direito, ela é mais democrática, muito mais tolerante que países ocidentais que nesta data estão expostos ou serão expostos a uma ameaça semelhante. Nós vamos continuar a seguir o nosso caminho do mesmo modo.

Tradução
Alva

Recep Tayyip Erdoğan

Recep Tayyip Erdoğan Prefeito de Istambul (1994-98). Primeiro-ministro (2003-14). Presidente da Turquia (2014-).

 
Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.