Rede Voltaire

A Alemanha quer se equipar com bombardeiros nucleares

+

O Exército alemão está estudando a aquisição de bombardeiros nucleares capazes de transportar as novas bombas de hidrogênio norte-americano B61-12.

Estas bombas deverão ser armazenadas pelo Pentágono em Büchel (Eifel) em violação do Tratado de Não-Proliferação Nuclear.

Até ao presente, a Alemanha dispõe de Tornados "multiroles" portanto capazes de transportar estas bombas, mas que deverão ser substituídos. O que poderá ser por Eurofighter europeus, ou por F/A-18 Super Hornet norte-americanos.

Estas aeronaves deverão ser equipadas com AMAC (Aircraft Monitoring and Control), um sistema que permite desbloquear estas bombas, ajustar a força de detonação e a altura de explosão desejada, etc.

Considerando-se como uma potência nuclear, muito embora não produza essas bombas, mas possa utilizá-las, a Alemanha pretende ter assento de maneira permanente no Conselho de Segurança com a França. Juntos, os dois países representariam a União Europeia, sob proteção da OTAN.

Tradução
Alva

Rede Voltaire

Voltaire, edição internacional

Este artigo encontra-se sob licença creative commons

Poderá reproduzir livremente os artigos da Rede Voltaire desde que cite a fonte, não modifique o conteúdo e não os utilize para fins comerciais (licença CC BY-NC-ND).

Apoiar a Rede Voltaire

Utilizando este site poderá encontrar análises de elevada qualidade que o ajudarão a formar a sua compreensão do mundo. Para continuar com este trabalho necessitamos da sua colaboração.
Ajude-nos através de uma contribuição.

Como participar na Rede Voltaire?

Os participantes na rede são todos voluntários.
- Tradutores de nível profissional: pode participar na tradução de artigos.